EducaçãoNovidades

Alunos do Ensino Médio voltam às aulas contra posição de entidades de professores

Ao contrariar o pedido de entidades de educação do Amazonas, as aulas presenciais do Ensino Médio da rede pública estadual retornam, nesta segunda-feira (10). As instituições alegam falta de segurança sanitária para evitar a transmissão da Covid-19. Segundo a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), todos os estudantes devem estar atentos aos cuidados no deslocamento de casa à escola e da escola para casa.

Para entrar na unidade de ensino, a secretaria informnou ser obrigatório o uso da máscara, logo, os alunos deverão se dirigir à escola com o item devidamente posto sobre o rosto, cobrindo a boca e o nariz, informou a Seduc.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) chegou a ingressar com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Amazonas para barrar o retorno das aulas presenciais.

“Não tem teste para trabalhadores nem para estudantes, as salas de aulas têm, em média 50 alunos, não têm janelas, não há higienização dos aparelhos de ar condicionado É melhor prevenir do que remediar”, afirma a presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues.

Já os profissionais filiados aos Professores e Pedagogos de Manaus (AspromSindical), dicidiram, no último dia 1 de agosto, em assembleia extraordinária, o indicativo de greve nas escolas da rede estadual de ensino na capital, contra o retorno das aulas, após cobrar audiência com o governo sobre o assunto.

De acordo com a Seduc ao longo da semana haverá a distribuição de duas máscaras de pano para alunos da rede estadual que estudam um turno e quatro para os que estudam em tempo integral.

Além do uso da máscara, a secretaria informou que os estudantes precisam seguir normas ao chegarem em suas escolas. Primeiro, as mãos devem ser lavadas com água e sabão nas pias instaladas na entrada das unidades escolares. Em seguida, secar as mãos, utilizado os cotovelos para fechar a torneira e acionar os dispensador de papel toalha.

Depois das mãos higienizadas, o aluno ou aluna seguirá para entrar na escola, onde vai higienizar os sapatos em um tapete sanitizante. Os estudantes, então, irão se dirigir para o totem ou dispensador de álcool em gel, para reforçar a higienização das mãos e ir para a sala de aula.

Durante o retorno às aulas presenciais, os alunos terão sua temperatura aferida e os que registrarem acima de 37,5º C deverão aguardar, repetir e medição e, caso ainda siga alta, serão encaminhados por um funcionário para aplicação do protocolo de segurança, que consiste em isolar o aluno dos demais e acionar os pais e ou responsáveis.

De acordo com a Seduc, nas salas de aula, os estudantes vão usar as carteiras sinalizadas, que já estão com distância de 1,5m umas das outras. O protocolo de distanciamento é obrigatório em todas as dependências da escola, inclusive banheiros.

Fonte: D24am

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios