Choro é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil

Portal Tabatinga

O choro, musicado pelo conjunto de bandolim, flauta, violão 7 Cordas, pandeiro, cavaquinho e clarinete, virou Patrimônio Cultural do Brasil.

O gênero genuinamente brasileiro passa a ser reconhecido como parte da cultura e da história do país. A decisão do registro foi tomada nessa quinta-feira (29), por unanimidade, pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, presidido pelo Iphan, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Com o reconhecimento, o gênero será registrado no Livro das Formas de Expressão do Instituto, que reúne as manifestações artísticas em geral.

O pedido de reconhecimento foi apresentado pelos Clubes do Choro de Brasília e de Santos e pelo Instituto Casa do Choro do Rio de Janeiro, por meio de abaixo-assinado.

De acordo com o Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, o ritmo teria nascido em 1870, na cidade do Rio de Janeiro, em rodas de música nos bairros da Cidade Nova, Catete, Rocha, Andaraí, Tijuca, Estácio e nas vilas do centro antigo.

As composições de canções atemporais do choro, com alma brasileira, incluem Carinhoso, de Pixinguinha e João de Barro, e Brasileirinho, de Waldir Azevedo.

Fonte: Radio Agência