Brasil

ONU: ‘Português é fio condutor de uma rede de interesses’, diz embaixador do Brasil

No dia 5 de maio, o mundo celebrou a relevância cultural e histórica do idioma português no segundo Dia Mundial da Língua Portuguesa. Nas Nações Unidas, a data foi celebrada numa reunião virtual convocada por Cabo Verde, que ocupa a presidência rotativa do bloco. 

Falando sobre a importância da comemoração, o embaixador do Brasil junto à ONU, Ronaldo Costa Filho, destacou o papel de seu país na projeção da língua, falada por mais de 210 milhões de brasileiros. 

“Sobre a base sólida de laços históricos e culturais, a língua portuguesa é o fio condutor de uma rede de valores e de interesses compartilhados que transcendem a distância geográfica dos países que a falam. São cerca de 280 milhões de pessoas unidas pelo português, a língua mais falada no Hemisfério Sul”, disse.

O Brasil foi o primeiro país a criar uma representação diplomática permanente para tratar com exclusividade dos assuntos da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa). Para nós, é de especial relevância aprofundar cada vez mais o intercâmbio cultural e diplomático entre os Estados-membros da CPLP”. 

Mais de 40 países 

Há dois anos, a Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) declarou o 5 de maio como o Dia Mundial da Língua Portuguesa. A proclamação ocorreu uma década depois de o bloco lusófono ter instituído o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP. 

Ao comentar a contribuição do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, que aposta na promoção da língua portuguesa, Ronaldo Costa Filho citou a Rede Brasil Cultural, que promove o ensino do português em mais de 40 países. 

“Tem contribuído, em muito, para projeção internacional da língua portuguesa, para o fortalecimento institucional e político de seus membros, para afirmação conjunta de interesses em foros internacionais e para o aumento da cooperação em diversas áreas”, apontou Costa Filho.

“Para promoção da língua portuguesa e da cultura brasileira no exterior, o Itamaraty conta com a Rede Brasil Cultural presente em mais de 40 países, nos cinco continentes, e responsável por oferecer cursos de língua portuguesa e atividades relacionadas à cultura brasileira. A Rede Brasil Cultural também conta com professores que atuam em universidades estrangeiras, onde promovem a língua portuguesa e a cultura brasileira”.

Observadores 

O Brasil é um dos membros-fundadores da CPLP, desde 1996. O bloco é formado por nove Estados-membros e 19 observadores associados da África, da Ásia, das Américas e da Europa. 

Na senda do fortalecimento do idioma, o Brasil acolheu uma conferência da CPLP, em 2016. O encontro foi marcado pela presença do então recém-eleito secretário-geral da ONU, António Guterres. O encontro abordou a internacionalização da língua portuguesa. 

Fonte: https://areferencia.com/

Deixe Sua Curtida
Curtir Amei Haha Uauu Triste Grrr

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios