quinta-feira, 20 abril de 2017
Início / Educação / Escolas da rede estadual de educação terão campanha inédita de prevenção ao HPV

Escolas da rede estadual de educação terão campanha inédita de prevenção ao HPV

As escolas da rede estadual de educação do Amazonas serão alvo de uma campanha inédita de prevenção ao HPV, vírus causador do câncer de colo uterino, o que mais mata as mulheres amazonenses. A criação da campanha educacional, que deve envolver alunos, pais e professores, foi anunciada pela primeira-dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira, nesta quarta-feira, 19 de abril, durante o 10º Encontro de Gestores da Educação.

Focada na prevenção do HPV, com destaque para a imunização das crianças e atenção especial para a realização dos exames preventivos do câncer de colo uterino, a campanha educativa será desenvolvida pelo Fundo de Promoção Social (FPS) e Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e será lançada nos próximos meses. Presidente de honra do FPS, a primeira-dama convidou os educadores a se engajarem na causa, levando o tema para as salas de aula e ajudando no esforço pela redução dos indicadores da doença.

“Estamos trabalhando no combate, investindo na melhoria da rede de saúde e preparando investimentos específicos para o interior. Mas é preciso incluir a educação nesse contexto de esforço para diminuir esses números de mulheres morrendo de um câncer que é totalmente prevenível e de homens amputando pênis em decorrência do HPV. Vamos começar com a educação porque ela é primordial”, disse Edilene Gomes de Oliveira.

Conscientização – Em março, o Governo do Amazonas instituiu a Semana Estadual de Conscientização sobre o Vírus do Papiloma Humano – HPV (Decreto nº 37.696, de 10/03/2017) e promoveu a primeira caminhada de alerta sobre o assunto em Iranduba, na Região Metropolitana de Manaus. O Estado foi pioneiro na imunização de meninas de 11 e 13 anos contra o vírus no país, abrindo caminho para a adoção da vacina pelo Ministério da Saúde. Além das meninas, este ano, o governo estadual deve imunizar cerca de 84,3 mil meninos com idade entre 12 e 13 anos contra o HPV.

Para a ginecologista da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon), Mônica Bandeira, especialista em casos de câncer de colo uterino, o envolvimento da comunidade educacional será um passo importante no enfrentamento da doença no Amazonas. Ela destacou os avanços promovidos pelo Governo do Estado, como a implantação do exame preventivo da Citologia em Meio Líquido, método mais eficaz no diagnóstico que o papanicolau e que está sendo realizado com as mulheres do interior no barco PAI “Todos pela Vida”.

“O câncer de colo uterino é evitável e só é possível fazer isso com educação. Trabalhar com educadores, formadores de opinião, será importante para multiplicar essas medidas preventivas da doença nas escolas, falando com os meninos e as meninas e com os pais”, disse Bandeira.

Estatísticas – Cem por cento prevenível, o vírus HPV é o causador do câncer de colo de útero, o mais incidente entre as mulheres amazonenses e também o que mais mata. Somente ano passado, 250 mulheres morreram por causa da doença, conforme números da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

“Estamos tomando a iniciativa e vamos convidar a sociedade, a população, juntamente com a escola e os pais para começar o combate contra o HPV com a vacina. Essa é uma medida para médio e longo prazo. Os resultados desse trabalho começarão a aparecer daqui a 10 a 15 anos. Mas daqui para lá veremos os números caírem bastante para não termos mais o Amazonas no topo da tabela de um câncer 100% evitável”, ressaltou Edilene Gomes de Oliveira.

O vírus do HPV também é responsável por cerca de 70% dos casos de câncer de pênis, metade dos casos de câncer no ânus e também de câncer na boca. “Acho que vamos dar um passo definitivo na conscientização, sensibilização e, se Deus quiser, na erradicação definitiva HPV. Não tenho dúvida de que a educação pode ser de grande ajuda para salvar essas vidas”, afirmou o titular da Seduc, Algemiro Ferreira.

FONTE SECOM
FOTOS: ISMAEL NEVES / FPS

Viu isso?

Alunos da UEA conquistam 3º lugar no Desafio Sebrae 2016

Os alunos Lucas Franklin de Souza Coelho e Eduardo Almeida Pereira da Silveira, da Universidade …